Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2020

Por que Ciro se virou contra o PT

Imagem
Devido ao grave momento político por que passa o nosso país após a eleição de Jair Bolsonaro, é cada vez mais forte o movimento que clama pela união das esquerdas, para o possível enfrentamento da onda reacionária que tomou conta do Brasil.

Neste cenário, muitos lamentam que haja um racha no seio do espectro político esquerdista, provocado especialmente por Ciro Gomes e o PT, ou, no que ele chama, a fração lulopetista que insiste no necessário protagonismo do líder máximo do Partido dos Trabalhadores, Luiz Inácio Lula da Silva, em detrimento de outras lideranças.

Há poucos anos a aliança entre Ciro Gomes e o PT ocorria de forma natural em várias ocasiões, especialmente em época de eleição, quando era necessário derrotar a candidatura neoliberal tucana para a presidência da República. Ciro Gomes, inclusive, chegou a ser parte do governo petista como ministro.



Por que agora o provável presidenciável pelo PDT em 2022 resolveu bater tanto no PT, causando o ressentimento dos militantes da …

A reunião ministerial e a macabra profecia de Jair Messias Bolsonaro

Imagem
Se você acompanha este blog, então eu imagino que política faça parte do leque dos seus assuntos preferidos. Portanto, é praticamente certo que você também já assistiu a divulgação do estarrecedor vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril, o,u pelo menos, parte dele. Assim sendo, eu te pergunto: o que mais pode ser dito sobre tamanha patacoada ?

Está tudo lá bem explícito; todos os disparates, as grosserias, os crimes contra a honra, as interferências indevidas... Tudo já devidamente condenado, logo a seguir, com as famosas notas de repúdio de entidades e partidos.

Só nos resta, então, ir por outro caminho: seria toda essa constante aberração produzida por esta patuleia reunida no governo obra do acaso, da pura coincidência que atuou para agrupar pessoas tão abomináveis? Ou existiria uma intenção premeditada por trás de cada loucura que assistimos pasmados diante da TV todos os dias?




Não é de hoje que o presidente dá demonstrações de que não bate bem da cabeça. Quando era capitã…

Quem são eles?

Imagem
Eles roubaram a nossa bandeira. Chafurdaram com ela no egoísmo, desnudaram a farsa do símbolo nacional como abrigo a todos os brasis, transformaram-na numa arma de luta classista particular. Seus empunhadores a levantam em nome dos seus privilégios, sempre em hostilidade contra "os outros", cujo quinhão de riqueza do país lhes é negado, não obstante serem eles, os outros, os verdadeiros produtores da riqueza.

Usurparam também o sentido de moralidade, dando a ele um viés de etiqueta superior, elitista, conservador, onde os costumes "certos" — os deles, óbvio — são tidos e havidos como universais. Assim combatem tudo o que seja diferente da sua pequena visão de mundo. São pessoas cujos passaportes revelam dezenas de viagens pelo mundo, não obstante a cabeça continuar estreitamente provinciana.

A religião segue fazendo o seu velho papel para eles. Jogar uma cortina de fumaça na verdadeira condição social das pessoas mais pobres, para que elas não possam identificar a …

Flavio Migliaccio, sua tristeza é a de todos nós

Imagem
Não sei se o ator Flávio Migliaccio, que ontem tirou a própria vida, sofria de depressão. Mas se levarmos em conta a carta que deixou, a realidade brasileira e as pessoas com quem teve que lidar durante a vida foram grandes fatores determinantes para a sua radical decisão. O que nos faz refletir.

De fato, todos nós que guardamos ainda um senso crítico da realidade estamos um pouco doentes. Pasmados de ver acontecimentos absurdos, indignos, vis, se sucedendo cotidianamente diante dos nossos olhos.

O surgimento de uma parcela de pessoas de estirpe raivosa, que mistura um cristianismo cruzadista com um patriotismo tosco, embalado num pacote de irracionalismo no seio de uma classe média já por si só majoritariamente reacionária no protagonismo da política, é o grande símbolo deste momento de absurdos de gestos, palavras e ações que se refletem no governo federal que ajudaram a eleger.



Neste governo, o absurdo é o protagonista. Temos no poder um homem cuja sanidade mental todos começam a d…