Postagens

Mostrando postagens de 2020

Conflitos de classes nos hospitais públicos brasileiros

Imagem
Nunca a imagem dos médicos esteve tão arranhada no Brasil. Nem tanto pela recente oposição desses profissionais à vinda de colegas estrangeiros ao país, para cobrir o enorme déficit de médicos pelo interior – onde se recusam a trabalhar, sob as mais variadas desculpas –, mas pelos inúmeros casos de frieza, descaso, faltas, fraudes em plantões, negligência e indiferença que vieram à tona por todos os lados – e que fizeram até o Ministério da Saúde dizer recentemente que era preciso “humanizar” os profissionais no trato com seus pacientes.

No seu livro já bastante citado por aqui, A Ralé Brasileira – Quem é e como vive, o professor Jessé Souza abre espaço na segunda parte da obra aos autores colaboradores, como Lara Luna, doutoranda em Sociologia Política pela UENF, que traz casos reais daquilo que Jessé trata teoricamente na primeira parte do livro: as diferenças e preconceitos de classes que se refletem dentro das diversas instituições – aqui, no caso, nos hospitais públicos entre

Estátua de bronze de 80 toneladas homenageia o soldado soviético em Rjev

Imagem
Uma história pouco conhecida dentre os heroicos combates soviéticos durante a Segunda Guerra Mundial, a Batalha de Rjev, que ceifou a vida de 1,1 milhão de soldados russos, vai ganhar um monumento em sua homenagem.

Uma gigantesca estátua de bronze de 80 toneladas será inaugurada nas margens da rodovia que liga Moscou à Letônia.

A Batalha de Rjev ocorreu na região entre 1942 e 1943, quando o Exército Vermelho partiu para a ofensiva para expulsar os invasores alemães que até então faziam um cerco nas portas de Moscou, conhecido como "moedor de carne de Rjev", tamanho número de mortes de soldados que ocorreu em pouco tempo.

Sem dúvidas, a inauguração de tamanho monumento faz parte da crescente nostalgia que abrange dois terços dos russos com relação à União Soviética.

A queda do socialismo real naquele país se deu de forma abrupta, um movimento de bastidor que não contou com o apoio imediato da população no final do século XX.

O entusiasmo causado pela propaganda ocidental no i…

Flávio Dino quer alianças com a centro-direita. O PT, quem diria, critica

Imagem
Flávio Dino tem despontado no cenário nacional, primeiro, pelo feito nada desprezível de ter alcançado o governo do Estado no Maranhão ao derrotar o coronelismo da família Sarney; e segundo, por suas políticas públicas dignas de admiração na área da Educação.

No entanto, demonstrando as mesmas falhas filosóficas e conceituais dos velhos e novos líderes políticos de esquerda no Brasil, recusa as bandeiras decididamente de esquerda no país, preferindo defender práticas daquilo que se convencionou chamar de "velha política", a de alianças com o centro (que não passa, na verdade, de uma direita dissimulada) e com a centro-direita.

Esse processo ficou bastante claro a partir de 2003, quando Lula decidiu acabar com os sonhos de milhões de esquerdistas ao estender a mão a uma centro-direita derrotada peremptoriamente nas urnas, desmoralizada e jogada na lona do ringue, para com ela compor o governo. Tudo em nome da nefanda "governabilidade", segundo a qual, refletindo o p…

O atentado de Trump contra o Irã do ponto de vista das mídias ocidentais

Imagem
O ano de 2020 começa prometendo, e de forma preocupante. Pois aquele governante que tem a imagem internacional de mantenedor da ordem e da paz mundiais, foi justamente quem provocou um atentado terrorista de Estado contra o comandante militar de outro país. Donald Trump autorizou o ataque de mísseis que matou o general iraniano Quasem Soleimani no último dia 3, em Bagdá, Iraque.

A partir de então, o mundo entrou em estado de alerta contra uma possível Terceira Guerra Mundial. O Irã não é apenas mais um país qualquer do Oriente Médio que detém a quarta maior reserva de petróleo do mundo; ele é aliado de dois pesos-pesados da geopolítica internacional: China e Rússia.

Não é difícil prever uma escalada de ataques que desemboque realmente numa guerra global. O Irã possui meios de retaliar os Estados Unidos no Oriente Médio, bastando pra isso atacar algumas das dezenas de bases militares estadunidenses na região, provocando novo contra-ataque ianque, ao ponto em que alguns dos grandes alia…

2020: Mudanças no blog

Saudações caros leitores.

Antes de mais nada, quero desejar um ano novo repleto de felicidades a todos. 2019 não foi fácil, mas, como todo fim de um ciclo e começo de um novo, essa virada de ano nos dá ânimo para encarar os novos — ou os mesmos — desafios que se apresentam a nós. E é com esse espírito que venho comunicar algumas mudanças.

Primeiramente, esse ano eu pretendo dar mais atenção ao blog. De que forma? Produzindo mais postagens.

Com isso, temos ganhos e perdas. Ganhamos na maior produção de conteúdo, mas perdemos um pouco na pesquisa, pois publicar com frequência provoca menos tempo para aprofundar o assunto.

Ao fim e ao cabo, teremos um blog mais opinativo, o que não quer dizer que eventualmente eu não possa trazer aqui conteúdo mais qualificado, com fontes e citações.

É fato que as redes sociais mataram a blogosfera, outrora vibrante e participativa. Isso desmotivou velhos dinossauros como eu, blogueiro há 12 anos, oriundo de uma era de ouro, onde qualquer postagem atingi…