3 de junho de 2015

As facadas na Lagoa e Um concurso de polícias

Coelho

O Rio de Janeiro tem sido local de inúmeros casos de esfaqueamentos nas últimas semanas. Ou talvez não. Talvez os casos sempre estiveram por aí, mas a mídia não estava prestando muita atenção e sem muito interesse em sua divulgação. Já tinham as balas perdidas a assombrar de medo a população carioca, naquela sórdida campanha mal dissimulada pela redução da maioridade penal. O clima de violência e medo sempre funcionaram bem a uma elite que tem no confronto armado, violento e o encarceramento em massa como as únicas soluções para a criminalidade. Mas depois que um médico da Lagoa foi vítima de tal modalidade de crime, aí a coisa mudou de figura.

Hoje surgiu a notícia de que um terceiro menor de idade se entregou à polícia e assumiu a autoria do assalto em que o médico Jaime Gold foi morto a facadas, na Lagoa Rodrigo de Freitas, no último dia 19 de maio.

Mas e os outros menores, apreendidos pouco depois do crime e que haviam confessado participação no caso?

Isso me lembra uma anedota sobre a polícia do RJ.

Havia um concurso mundial pra saber qual era a polícia mais eficiente do mundo, e na final ficaram as polícias de Londres, de NY e do Rio. A tarefa era localizar um coelho, que seria solto num bosque, no menor tempo possível, usando a melhor estratégia e tecnologias.


Primeiro foi a policia de Londres. Com recursos e táticas de investigação, levaram 30 minutos, um tempo razoável.


Depois foi a vez da polícia de NY. Com grande aparato e organização, levaram ainda menos tempo para encontrar o coelho: 20 minutos!


E então veio a polícia fluminense... Em menos de cinco minutos, os policiais entraram no bosque e trouxeram um menor de uma comunidade carente vizinha, que aparentemente tinha sido espancado e que dizia: "eu sou um coelho!! Eu sou um coelho!!"

Só assim pra entender…

Anterior
Próximo

Professor de História, Mestre em História Política pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), carioca, usa este espaço para comentar sobre os assuntos da política e da sociedade de forma simples e clara, sem, no entanto, abrir mão do rigor da checagem dos fatos.

5 comentários:

  1. Fernando Pereira Gomes4 de junho de 2015 13:24

    Como você disse a maioria das das empresas são estatais, porem não gratuitas a desigualdade é uma falacia e tanto, porque 85% da população tem casa própria, então socialistas de plantão passa as informações corretas.

    ResponderExcluir
  2. Fernando Pereira Gomes4 de junho de 2015 13:30

    Não sei se vc é socialista, se for é como todos so busca informação em site de esquerda o livre mercado em Singapura é o 2º lugar perdendo somente para Hong Kong http://www.heritage.org/index/

    ResponderExcluir
  3. Fernando Pereira Gomes4 de junho de 2015 13:31

    Lá 85% da população tem casa própria a onde ta a desigualdade social? E o livre mercado é o 2º colocado.

    ResponderExcluir
  4. E você faz exatamente aquilo que critica, me fornecendo dados de um site, só que de direita... Cadê a coerência? rs
    Mas para seu governo, grande parte dos dados desta postagem foram fornecidas por Ha-Joon Chang, economista sul-coreano que trabalha em Cambridge, no seu livro, e que está longe de poder ser chamado de socialista. O livro se chama O Mito do Livre-Comércio e os Maus Samaritanos – A história secreta do capitalismo. Ed. Campus, Rio de Janeiro, 2008.

    ResponderExcluir
  5. Muita estranho esse seu parâmetro de desigualdade: casa própria...

    ResponderExcluir

Leia nossos Termos de Uso