Nossa internet é tão ruim que o governo quer investir no setor

Velocidade de InternetInternet é só um mero negócio de venda de serviço privado ou também faz parte de uma estratégia nacional de desenvolvimento? A resposta a esta pergunta é determinante para que o governo tome ou não uma medida futura sobre o modelo de banda larga que é fornecido no Brasil.

A falta de investimentos das empresas de internet privadas no país e a consequente queda de qualidade fizeram com que os parlamentares brasileiros discutissem a possibilidade da Lei Geral de Telecomunicações (Lei 9472/1997) ser alterada para permitir investimentos públicos diretos. Atualmente o setor é exclusivamente operado por empresas privadas, e acredito que não haja muita gente satisfeita com ele. (Responda à enquete ao lado).

O Brasil tem realmente ficado pra trás em comparação até com países em situação econômica mais desfavorável. As promessas dos privatistas tucanos em 1998 eram de revolucionar a telefonia e a internet no país com as privatizações, mas passados 15 anos desde as entregas operadas pelo governo FHC, nossa internet é lenta, apresenta falhas, não fornece a quantidade de MB que promete, e ainda assim é uma das mais caras do mundo. A internet de banda larga ainda só cobre 60 por cento dos municípios brasileiros, e o governo estuda uma forma de interferir nesse descaso das empresas privadas para garantir a universalização e a qualidade do serviço. Segundo um estudo da ONU, para cada 10 por cento que um país investe na democratização da internet, o seu PIB cresce 1 por cento. Não é pouca coisa, e países como a Coreia do Sul, que tem a internet mais eficiente do mundo, contam com total investimento do governo. Só em 2007, por exemplo, a Coreia gastou 3,7 do seu PIB em ciência e tecnologia, e os resultados são claros no crescimento do país.

É aquele velho dilema: investimentos custam caro, e empresários não pensam na questão estratégica do serviço e sim em termos de lucro e prejuízo. Já o governo, que cedera à pressão privatista neoliberal nos anos 90, agora corre o risco de ficar pra trás no mundo com uma internet cara e ineficiente que não inclui a população brasileira na era da informação, se não quiser interferir diretamente no setor. Dentre estas duas propostas, uma os empresários ganham, a outra quem ganha é a população.

_____________________

http://www12.senado.gov.br/noticias/materias/2013/10/09/mudanca-para-garantir-investimento-publico-e-expandir-banda-larga-gera-divergencias

http://www.tecmundo.com.br/internet/17506-por-que-a-coreia-do-sul-tem-a-melhor-internet-do-mundo.htm

5 comentários:

  1. Interessante... e triste saber que a conexão da internet brasileira é uma das piores do mundo... :(

    ResponderExcluir
  2. Já sabia que a nossa Internet era uma das piores do Mundo, e uma das mais CARAS, é um absurdo total. Espero mesmo que os parlamentares façam algo em relação a isso, uma coisa tão simples que mudaria muita coisa.

    ResponderExcluir
  3. Péssima e cara. Isso é Brasil!

    ResponderExcluir
  4. Tem razão. Lamentavelmente, TUDO neste país é absurdamente caro e não funciona direito. Dava para fazer uma lista aqui de coisas.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  5. Inacreditavelmente, há quem ache que esteja tudo bem...

    ResponderExcluir

Leia nossos Termos de Uso

Tecnologia do Blogger.