Por que abandonamos as redes sociais

Como aqueles poucos, porém, fiéis leitores puderam perceber, não estamos mais nas redes sociais. Esta decisão foi tomada depois de um tempo de reflexão, tendo em vista o conhecimento de algumas medidas tomadas pela maioria delas, com as quais não concordamos.

A principal, é claro, é a falta de transparência com relação aos algoritmos que determinam o que as pessoas podem ou não receber no seu perfil. Jamais concordamos com a matemática que diz que uma página no Facebook, como por exemplo a nossa, com modestos 2 mil curtidores (não importa a quantidade aqui e sim o exemplo) não tenha uma postagem visualizada por mais de 20 por cento dessas pessoas. Obviamente, isso é uma forma de induzir criadores a pagar para ter seu conteúdo divulgado devidamente. Eles têm esse direito, e nós temos o direito de discordar. Por isso saímos.

Além disso, há o fator sentimental. Sou blogueiro desde 2010, uma época em que a chamada blogosfera experimentava o seu auge, com muita audiência e interação, muitos comentários e autodivulgação. As redes sociais simplesmente destruíram essa estrutura, ou melhor, se aproveitaram dela para "roubar" todos esses elementos para si.

Hoje as pessoas indiretamente trabalham para o crescimento não do seu próprio conteúdo, mas para o crescimento da rede social onde ela divulga seu conteúdo. Tudo isso é lamentável, pois aquilo que estava democraticamente pulverizado nas mãos de milhões de pessoas, ou seja, a decisão de criar conteúdo, divulgar e dar audiência para aquilo que fosse de seu maior interesse pessoal, de repente passou a ser intermediado por grandes corporações que, obviamente, publicam baseado de acordo com seus próprios filtros de interesses.

Quais as alternativas para continuar recebendo nosso conteúdo?

Por esta razão, comunicamos aqui nosso afastamento definitivo das redes sociais e pedimos, se você gosta de receber nosso conteúdo de alguma forma, que você se inscreva na nossa lista de emails localizada no final de cada postagem. Essa é a garantia de que cada postagem será devidamente entregue a cada pessoa interessada, mesmo que ela por ventura não se interesse naquele assunto específico daquela postagem. O juiz desta decisão será você mesmo e não uma megaempresa de internet.

A outra opção, caso você tenha uma conta no Blogger, é clicar em "seguir" ali no final da barra lateral direita do nosso blog, em "Seguidores". O Blogger mostrará novas atualizações no feed do seu perfil naquela plataforma de blogs.

Saudações a todos.

Comentários

  1. Na mesma sensata linha de raciocínio:
    http://blogdopg.blogspot.com/2012/06/por-que-cometi-facebookcidio.html
    Um abraço.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Leia nossos Termos de Uso