“Haters” e “Trolls” saíram da internet para a vida real no Brasil

ódio na internetJá é bastante conhecido o fenômeno mundial de pessoas que usam os espaços destinados a comentários em sites e blogs da internet para destilar ódio e preconceito (os chamados haters em inglês, de hate = ódio) e provocações para irritar as pessoas por puro divertimento pessoal (os trolls). Antes restritos aos impessoais e anônimos espaços virtuais da rede mundial de computadores, esse fenômeno parece ter chegado na vida real.

Na verdade, o correto seria dizer que a internet apenas ajudou a colocar pra fora aquilo que já estava lá, na sociedade, de forma oculta, dissimulada, (às vezes nem tanto) coisas como a homofobia, o racismo, o preconceito de religioso para religioso de outra vertente, o ódio de classe refletido no ódio ao PT (esse, então, um fenômeno curioso, porque atinge até quem é da classe trabalhadora e pensa com a cabeça da classe média).

A internet é violenta porque somos um país violento, de base patriarcal, autoritária, militarista. A violência está no nosso cotidiano histórico, de mãos dadas com a ignorância das massas. Um caldo perigoso que resulta em recordes mundiais para o Brasil de violência contra a mulher, de morte de homossexuais, de casos de homicídio, lichamentos públicos, enquanto vai derrubando mitos históricos, de que aqui é a terra da tolerância religiosa e que no nosso país não existe racismo.

Poderíamos depositar nossas esperanças numa elite urbana e ilustrada que tivesse a vontade de fazer desse país uma potência, mas infelizmente padecemos historicamente desse tipo de personagem. Nossa burguesia sempre foi egoísta e dependente do Estado, como é até hoje, muito mais do que gostaria de reconhecer. O empreendedorismo capitalista não fez surgir aqui um Carnegie, um Rockefeller, um Cecil Rhodes. Nosso Barão de Mauá, o que mais se aproximou de um verdadeiro empreendedor privado, foi sabotado pelos homens do poder de sua época, escravocratas e latifundiários, cujos netos e bisnetos são os mesmos homens mesquinhos e egoístas que comandam hoje no país a política nacional.

Em breve, aqui no blog, vamos procurar entender um pouco mais do que acontece nesse país. Por que chegamos a tal nível de contradições e de desigualdades, de ignorância e de osbscurantismo.

Para isso lançaremos mão do recente trabalho do professor Jessé Souza: A tolice da inteligência brasileira. E assim esperamos inaugurar em alto nível esse novo ano e essa nova fase do blog. Nos vemos lá. 

PS: Para um exemplo de um verdadeiro Troll em ação, você pode dar uma olhada nos próprios comentários desta postagem. Observe como o comentador Stalin Lula da Silva já provoca desde o nick falso que escolhe, passando pelo comentário que não cita nada da postagem ou acrescenta sequer uma visão diferente à apresentada. Sua única função é atacar, provocar, e se divertir. Um exemplo didático. Depois de uma primeira chamada, a sugestão é ignorar. Se passar dos limites, apagar. Em ultimo caso, denunciar ao blogger, pra ele ficar um bom tempo sem o seu passatempo preferido.

Comentários

  1. Concordo plenamente com seu ponto de vista. O Brasil não é esse paraíso que gostamos de acreditar, onde todos convivem "em paz". Os preconceitos e diferentes tipos de ódio ficam tão entranhados na nossa sociedade, que nem chegamos a perceber, e acreditamos que alguns tipos de comportamento sejam normais ou justos, quando na verdade são absurdos e até desumanos.
    Como sempre, o blog está com ótimo conteúdo!
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Lethycia, embora exista um preconceito dissimulado ainda persistente pairando na nossa sociedade, hoje em dia ele está mais descarado, aberto, e isso é intolerável. Não podemos aceitar esse tipo de comportamento, seja na internet, e muito menos no nosso dia a dia.
      Um grande abraço pra você também e obrigado pela participação.

      Excluir
  2. “O ódio de classe refletido no ódio ao PT (esse, então, um fenômeno curioso, porque atinge até quem é da classe trabalhadora e pensa com a cabeça da classe média). [Panorâmica Social]
    ▬▬▬▬▬▬▬▬▬
    Vixe! Só essa parte já derruba todo o texto.

    A classe média não é trabalhadora!!!!

    O ódio ao FHC destilado pelo PT pode?

    Tem professor de universidade que diz que com pessoas da “direita” não deve ter dialogo, devem ser fuziladas.

    Amor, ódio, amizade, inveja, ambição .... são sentimentos comuns a nós humanos.
    Antigamente não tinha Internet, mas tinha panfletos, reuniões, cartas, guerras...
    Não vejo esse “ódio” generalizado na Internet, pelo contrário, o que mais encontramos são mensagens de auto ajuda, bíblicas, humor.

    Os esquerdistas tem essa posição de vitimização, são sempre os perseguidos, os que amam e são odiados, os que xingam e não querem ser xingados...

    https://www.youtube.com/watch?v=PtPGVMXt1_0
    ____________________

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depende de que classe média estamos falando, já que ela abrange uma faixa longa que vai desde a borda da classe trabalhadora até quase alcançar as elites.
      Aqui a classe média é usada para se referir à burguesia, que tem na herança familiar e no rentismo o seu modo de vida.
      Não é aquele cidadão de carteira assinada que compra um carro em 48 prestações e acha que é "burguês", como muitos por aí.
      A sua comparação entre "ódio" a FHC com o ódio ao PT é totalmente improcedente, forçada de barra. FHC é rejeitado por grande parte da população que ainda tem uma boa memória e sabe como o país esteve à beira no buraco durante seus dois governos.
      O ódio ao PT é irracional, burro, classista, porque uma parcela da burguesia nacional teme perder seus privilégios com ataques lunáticos como "o PT vai transformar o Brasil num país comunista". Pura balela que quem não aceita a menor ascensão social dos pobres a um nível de vida minimamente satisfatório.
      Quanto ao vitimismo, é mais um desses ataques ridículos à "esquerda", quando na verdade parcelas conservadoras da população querem apenas manter o seu direito de serem machistas, racistas e homofóbicos como sempre foram.

      Excluir
    2. O Socialismo é o câncer da humanidade.

      Excluir
    3. Quem defende o PT só pode ser parente de algum político, ser servidor público apadrinhado, ou retardado mesmo.

      Excluir
  3. A burrice se institucionaliza, o patriotismo dos covardes e canalhas se exagera, conflitos de classe são esparsos ( mas acontecem várias vezes nesta nossa "democracia" ), a fome é a mesma de 70 anos atrás ( veja as crianças de rua de hoje e os da década de 40 - sempre as mesmas, as mesmas calças curtas, descalças e com cara de velho jovem ) e gente que reclama em sua classe e nada resolve - aliás ganha dinheiro em seu trabalho criticando a maioria ignara e nada faz. Falar só não basta, calar-se é omissão e deixar ir avante é sustentar a eternidade da miséria brazuca, as tolices de classes e esta nossa ditadura de classes dita democracia, mera palavra vintage...e tem mais...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Socialismo é muito interessante no livros. Na prática, querem todos pobres sustentando comunistas parasitas no poder. A maioria dos que defendem o comunismo, pertencem à classe média. Aí é fácil ser comunista. Sem contar que, na maioria das vezes, são vagabundos que não se enquadram nos perfis dos trabalhadores de baixa renda. Almofadinhas, sustentados pelos pais, que só vão estudar em Universidades Públicas, onde são lobotomizados por professores comunistas. Só começam a trabalhar depois de formados, geralmente em cargos públicos, ou privados com salários bons. Usam Smartphones de última geração, vestem roupas de marca, frequentam os lugares mais badalados, mas são comunistas.
      Engraçado que aqui no RJ a saúde está falida e até hoje eu não vi um vereador ou deputado comunista visitar algum hospital e tomar alguma atitude. SÃO TODOS VENDIDOS, SAFADOS E HIPÓCRITAS. Estão mais preocupados com idiotices sobre gênero e cartilhas ensinando a se pagar boquete para crianças, do que exercerem com dignidade suas funções.
      Na UFRJ tá cheio de alunos que moram na Lagoa, Barra, filhos de empresários que, por rebeldia, se dizem comunistas. Patético. O comunismo é uma merda. Pra finalizar, gostaria que alguém poste aqui um país comunista que tenha dado certo. Não vale CUBA. kkkkkkkkkkkkkkkk
      Vocês comunistas são muito idiotas. Tenho pena da mente fechada e nanica de vocês.
      Sou branco e hetero. Me sinto bem assim. Isso é racismo e homofobia? Será que eu deveria viver me culpando por ser assim?
      Eu gosto desse blog, pois as idiotices aqui escritas são motivo de risadas entre meus amigos. Eu fico imaginando o autor desse blog digitando no seu notebook Apple, em seu apartamento grande e bem localizado, com seu iPhone ao lado, tomando Coca-Cola e comendo fandangos. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Deve ser filho de algum servidor público ou militar, estudou em escolas particulares, tem TV a cabo, amigos ricos e frequenta baladas e lugares elitizados... isso é só imaginação, tá bom?

      Excluir
    2. No dia em que os que se dizem comunistas, seguirem o que está nos livro de Karl Marx, que já li, eu viro comunista. Enquanto isso, estereótipo de comunista é hipócrita.

      Excluir
    3. Stalin Lula da Silva, você está de parabéns, é sério mesmo!

      Numa resposta de meras 32 linhas, você conseguiu repetir nesse espaço exíguo quase todas as frases prontas que a classe conservadora repete por aí, geralmente com as mesmas palavras!!
      Incrível.
      Sabe o que isso significa? Que você, tal como seu amigos liberais pobres, não tem argumentos próprios ou embasamento de alguma fonte confiável, como um livro. Tudo o que vocês têm pra dizer são as frases feitas que circulam nos nichos fechados que vocês frequentam, onde a mesma informação circula de forma repetitiva até virar uma certeza, que o grupo toma como conforto.
      Infelizmente não vai dar pra rebater os pontos equivocados que você levantou, porque seria uma tremenda perda de tempo.
      Prefiro discutir com opositores de nível que tenham alguma bagagem teórica para opor à postagem.
      Mesmo assim obrigado pela participação. Eu também adoro rir de comentários desse tipo.

      Excluir
  4. O blog tem anúncios!!! Que feio, seu capitalista opressor! tsc tsc tsc. Você deveria divulgar a causa socialista sem pensar em dinheiro. Olha a hipocrisia, Karl Marx tá vendo isso aí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh tava faltando essa: "socialismo é voto de pobreza".

      Pois é.

      Excluir
    2. Vou destacar no post o verdadeiro exemplo de trollagem profissional que você nos proporciona aqui.

      Obrigado.

      Excluir

Postar um comentário

Leia nossos Termos de Uso

Postagens mais visitadas deste blog

Voz de prisão. Na teoria, uma coisa, na prática, outra bem diferente

Qual é o termo gentílico mais adequado para quem nasce nos Estados Unidos?

Pobreza gera violência? Depende