Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2015

2016 terá PIB negativo. O que o governo Dilma deve fazer?

Imagem
O Brasil se encontra em recessão. Isso é notório, pois os resultados da má administração da macroeconomia nos últimos anos podem ser sentidos no bolso do trabalhador, com a carestia e a ameaça de desemprego rondando a cada mês. No entanto, se a expectativa era de um 2016 melhor, como acreditavam os analistas internacionais, agora a realidade nos mostra que a crise ainda está só começando. Em documento enviado ontem à Comissão Mista do Orçamento (CMO) do Congresso Nacional, o governo admitiu que a previsão do PIB para o ano que vem, que era de 0,2%, agora foi corrigido para -1,9%. Como se não bastasse, os números da inflação também foram revistos – e para pior – com base no Índice de Preços para o Consumidor Amplo. Antes na casa dos 5,4%, agora 6,47%. Crescimento negativo, com risco de desemprego, desinvestimento na área produtiva, inflação acima do índice, ou seja, o cenário mais temido em qualquer governo. Ainda mais um que já padece com baixíssimos índices de popularidade, o que, j…

Atentado na França: o feitiço que vira contra o feiticeiro

Imagem
129 mortos e 350 feridos, com 99 deles em estado grave. Este é o saldo, até o momento, dos ataques coordenados contra populações inocentes na França, reivindicados pelo Estado Islâmico (ISIS), em resposta, supostamente, à participação francesa ao lado dos Estados Unidos numa coalizão contra os terroristas do ISIS na Síria e no Iraque. Muito embora a França tenha se empenhado menos do que os próprios Estados Unidos, que não se empenham quase nada, nos ataques aos grupos terroristas religiosos que afrontam a Síria. Quem realmente combate o ISIS na região é a Rússia. É preciso ser realista e acabar com esta hipocrisia ridícula que vem sendo a comoção mundial em favor da França. Antes de mais nada, é preciso dizer: o presidente francês admitiu abertamente, ano passado, que entregou armas a rebeldes sírios que tentam derrubar o governo de Bashar al-Assad naquele país, mesmo sabendo, como eu sei, como os EUA sabem, como o mundo sabe, que grande parte daquelas armas vai parar nas mãos do IS…

O que Pedro Paulo do PMDB-RJ e o ex-goleiro Bruno têm em comum (video)

Imagem

A responsabilidade do PT no crescimento do conservadorismo no Brasil

Imagem
Em 2002, eu votei em Lula. Não era e nunca fui petista (na ocasião meus votos eram sempre para o PDT de Brizola), mas sentia que, naquele momento, algo histórico estava prestes a acontecer. Um partido de esquerda subiria ao poder máximo no país. Pra mim foi uma alegria a emblemática cena do Lula subindo a rampa do Planalto pela primeira vez, para receber a faixa presidencial. Ignorei os avisos do próprio Brizola, de que o PT era a UDN de macacão, e aí, logo depois veio a primeira decepção, a primeira de muitas que viriam a detonar todas as esperanças de milhões de brasileiros – mais precisamente, 50 milhões de brasileiros que naquela eleição disseram não ao neoliberalismo. Recado aos vencidosLula divulgou a famigerada Carta aos Brasileiros, que bem podia ser chamada de Carta aos Banqueiros, que o jornalista Paulo Henrique Amorim denunciou que fora escrita por Antonio Palocci com a supervisão de ninguém menos que... do filho doRoberto Marinho! Isso mesmo. Nessa carta, procurava tranqu…

Como Jean Wyllys se tornou a esquerda que a direita gosta

Imagem
Nunca votei especificamente no deputado federal Jean Wyllys, eleito recentemente o melhor parlamentar de uma casa legislativa que não prima atualmente por grandes quadros. No entanto, como (ainda) simpatizante do seu partido, o PSOL, acredito que tenha ajudado sua eleição indiretamente ao votar 50 nos últimos sufrágios. Não tenho nenhum motivo para fazer restrições ao seu mandato, que, ao contrário do que muita gente pensa, não se limita unicamente à defesa da causa homossexual. No entanto, quando temos a chance de ouvir suas opiniões a respeito de política internacional, o desacerto com a ideologia socialista que supostamente deveria representar gera uma grande decepção -- eu diria, até, uma enorme indignação por tamanha leviandade. Assim como outros dos seus colegas de partido também já causaram em outras oportunidades. Nicolás Maduro, o presidente "totalitário" Recentemente o laureado deputado foi se meter a fazer acusações sobre o presidente da Venezuela, que, através …