Panorâmica Social

Denúncia das injustiças da plutocracia brasileira e mundial

21 de outubro de 2015

“Derivativos”: O Cassino global não regulamentado para bancos americanos



Curta história: Escolha algo de valor, faça apostas sobre o seu valor futuro, adicione contrato e você tem um derivativo. 

Os bancos ganham enormes lucros com derivativos, e quando as chances são da bolha estourar o contribuinte vai acabar com a conta.

Longa história: Um derivativo é uma aposta jurídica legal (contrato) que deriva seu valor de outro ativo, como o futuro ou valor atual de petróleo, títulos do governo ou qualquer outra coisa. Por exemplo, um derivativo compra-lhe a opção (mas não a obrigação) de comprar petróleo em 6 meses para o preço de hoje / qualquer preço acordado, na esperança de que o petróleo vai custar mais no futuro. (Pode ter certeza que ele vai custar mais em 6 meses). Derivativo também pode ser usado como seguro, apostando que um empréstimo será ou não será negligenciado até uma data determinada. Por isso é um grande sistema de apostas, como um Cassino, mas em vez de apostar em cartões e roleta, você aposta em valores e desempenho de praticamente qualquer coisa que tem valor futuro. O sistema é tão desregulamentado que você pode comprar um derivativo de um derivativo existente.

A maioria dos grandes bancos tenta impedir que os pequenos investidores tenham acesso ao mercado de derivativos com base na existência de um risco muito grande. Esse mercado tem soprado uma bolha galáctica, assim como a bolha imobiliária ou bolha do mercado de ações (o que está acontecendo agora). Desde que não existe literalmente nenhum economista no mundo que sabe exatamente como o dinheiro flui derivado ou como funciona o sistema, enquanto derivativos são negociados em microssegundos por computadores, nós realmente não sabemos o que vai desencadear o acidente, ou quando isso vai acontecer, mas considerando as crises financeiras globais por que já passou esse sistema, será catastrófico para o sistema financeiro mundial desde que os 9 maiores bancos mostrados abaixo mantêm um total de 228.72 trilhões de dólares em Derivativos - cerca de 3 vezes toda a economia mundial. Nenhum governo no mundo tem dinheiro para este resgate. Vamos dar uma olhada nos bancos que têm as maiores exposições de derivativos e os escândalos que eles foram recentemente envolvidos.

Antes: o que é (visualmente) um trilhão de dólares

torre de dinheiro
Fraude de banco
State Street
morgan stanley
WF
hsbc
Golman Sachs
bank of america
Citibank
JPM
bancos
Fonte: demonocracy.info (tradução de Almir Albuquerque para o Panorâmica Social)

16 comentários:

  1. Os Derivativos foram uma das causas da crise que aconteceu em 2008, mas o Capitalismos evolui, fica mais forte corrigindo erros.
    O Sistema Financeiro está mais cauteloso com os derivativos, já comentei sobre isso faz algum tempo:

    ENTENDA QUE FHC PEGOU O PAÍS QUEBRADO E FOI CONSERTANDO AOS POUCOS:


    “William voce ate agora enrolou e nao respondeu!!! O brasil passou de devedor a credor do fmi no governo lula!!!! Ate agora ninguém sabe onde foi parar esse dinheiro das privatizacoes??????” G+
    ============================
    Para entender isso é preciso ter um bom conhecimento de economia.
    Vou tentar resumir, mas não dá para fazer milagre.

    TÍTULOS PODRES SÃO AQUELES QUE O COBRADOR NÃO TEM MAIS ESPERANÇA DE RECEBER.

    Você se acha rico porque eu lhe devo 2 milhões de dólares, mas se eu não tenho de jeito nenhum esse dinheiro para lhe pagar você tem um título podre.

    Na crise de 2008 no EUA aconteceu isso.
    Muitas pessoas compraram imóveis pensando em uma eterna valorização e os bancos entraram em uma espécie de pirâmide financeira.
    [lá, na pratica, não tinha limite de alavancagem como FHC implantou no Brasil]

    Ocorreu uma fartura de imóveis e quando isso acontece os preços despencam.
    O fato é que muitos que compraram não tinham mais como arcar com o financiamento.
    O Banco X tinha em sua contabilidade 1 bilhão para receber...mas não iria receber, eram títulos podres.

    Quando uma bolha desse tamanho explode ela vira uma bola de neve arrasando a economia, algo parecido ocorreu na crise de 1929.

    O Governo deixou todas as empresas em dificuldade fechar, com isso fechou postos de emprego.
    A sociedade perdeu a confiança no futuro e nessa situação param os investimentos.
    Cria-se um círculo viciosos onde fecham vagas de empregos e a falta de investimento impede que surjam outras.
    Toda a economia entra em uma grave recessão.

    Houve uma grande falha dos Governos de USA e Europa na fiscalização dos mercados.

    Você viu que os Governos Obama e da Europa injetaram trilhões na economia, para onde foi esse dinheiro?
    ABSORVER OS TITULOS PODRES.

    Alguém tem que tira-los do mercado e apenas o Governo tem condições de fazer isso.

    Os militares nos deixaram uma dívida enorme e não ajudava nada a paga-la a ineficiência das estatais.

    Ao vende-las foi gerado capital para absorver parte dos títulos podres além delas ao se tornarem mais eficientes gerarem mais empregos e arrecadação de impostos.

    Sei que é complexo, mas não tenho como facilitar mais.

    Imagine que sua esposa [militares] gastou muito no seu cartão de credito, você está quebrado.
    [Os governos Sarney e Collor só fizeram aumentar a dívida.]

    Para você melhorar sua situação terá que se desfazer de um carro, imóvel.
    Mas isso pode não ser suficiente [Brasil não é USA]
    Você tem que renegociar a dívida e CORTAR GASTOS.

    Muitos perguntam porque FHC só fez o Bolsa Escola em 2001.
    Oras isso é um grande gasto, só foi possível quando as contas estavam mais saneadas.

    FHC plantou a arvore, Lula colheu os frutos e agora Dilma está colocando tudo a perder...

    “DÍVIDA EXTERNA DO BRASIL CRESCE 48% E VAI A US$ 523,7 BILHÕES
    O VALOR SUPERA OS US$ 379 BILHÕES DAS RESERVAS DO PAÍS”
    [16/08/2014]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. +William Robson , acho curiosa sua análise liberal dos fatos. O capitalismo tem por volta de 150 anos, se formos pegar sua fase industrial-financeira. A crise de 2008 foi a pior de todas disparado, e só não teve consequências mais drásticas porque o governo Obama jogou no lixo um dos princípios básicos do próprio capitalismo liberal e socorreu bancos falidos, uma farra de dinheiro público e uma "intervenção direta do Estado na economia". Nessas horas a hipocrisia liberal mostra sua cara.
      Como pode o capitalismo estar se corrigindo se a crise de 2008 foi a pior e não a menor das crises cíclicas do sistema capitalista?
      É preciso ter muita fé ou fechar os olhos para a farra do sistema financeiro para pensar que a próxima crise vai ser mais leve, isso se ela existir, não é???!!!
      FHC e sua política neoliberal foram os responsáveis diretos por nada menos do que três crises econômicas num período de 8 anos!!! É só pegar os jornais da época, pelo amor do santo Cristo....
      A comparação FHC-Obama é falsa, em 2008 o presidente do Brasil era Lula. Essa é a comparação que vale. E ele combateu a crise financeira aplicando o receituário contrário daquilo que FHC faria se presidente fosse. Lembre-se, ele mandou às favas a ortodoxia econômica neoliberal na crise e estimulou o consumo e protegeu as indústrias.
      Pegue um video na internet e as propostas de Serra para combater a crise de 2008. Chega a ser risível. O pacote de austeridade neoliberal pronto, o mesmo que a Dilma aplica hoje com Levy e que tá levando o país à bancarrota.
      Como alguém pode ter a capacidade de trazer o governo FHC como modelo de gestão econômica????
      Meu amigo, você não tem memória???

      Excluir

  2. Derivativos são apostas nos valores futuros de algum ativo, commodities, a negociação é feita por softwares que não são capazes de prever desastres naturais terremotos, secas, enchentes, furacão etc, Não são de prever o que as pessoas pensam, não temos como saber se amanhã alguém pode mudar de ideia, acontecer uma guerra, um golpe alguém fizer uma cagada e pode desencadear uma merda generalizada que dificulte saques bancários. Hoje os governos dos países do centro financeiro já não tem as mesmas condições de absorver o rombo de uma crise similar a de 2008 em um sistema completamente desregulamentado, o governo talvez não vai salvar empresas porque está em nível gigantesco de endividamento. a coisa é muito mais preocupante do que vcs estão pensando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. +Daniel Escouto você tem toda razão. Isso é muito grave, toda a economia mundial gira em torno de regras bem estabelecidas. A crise de 2008 já foi terrível e ainda nem sequer foi totalmente superada, mas a crise que esses derivativos estão insinuando é coisa para alterar toda a ordem global.
      E nossa geração verá isso acontecer.

      Excluir
    2. +Daniel Escouto “Derivativos são apostas nos valores futuros de algum ativo”
      ▬▬▬▬▬
      Ninguém é obrigado a fazer esse tipo de aposta, eu nunca fiz.
      Essas aplicações são para pessoas que conhecem muito bem o Mercado e sabem o risco que correm e também a possibilidade de alto lucro.


      Outros são otários que fazem um investimento só porque está na moda.

      O pior dos derivativos provavelmente ocorreu em 2008, agora as pessoas estão mais conscientes.

      Quanto aos otarios ... esses não tem jeito, existem desde sempre.

      Algum de vocês tem aplicações em derivativos?

      Excluir
    3. Hahahaha, o mercado de derivativos no mundo é de aproximadamente 700 trilhões de dólares...isso é quase 20 vezes o PIB mundial. envolve especulação sobre cambio, ouro, diamante, petróleo, xisto, hipotecas, títulos de tesouro etc. A especulação ainda continua correndo..

      Pessoas? quem negocia derivativos são softwares de computador, milhares de operações em frações de segundo...

      Quem opera nesse mercado são grandes investidores e bancos como JP Morgan, Goldman Sachs, Citybank esses aí, nada tem de otários. O grosso do mercado não é negócio pra miseráveis assalariados, a quantidade de derivativos negociados em bolsa de valores é ínfima...

      E nada obriga esses agentes a investirem nesse mercado senão os enormes lucros que eles conseguem. Só que esse negócio vai formando bolhas que uma hora podem estourar, a historia está aí para nos mostrar, e as consequências muitos já sabem. 

      Excluir
    4. Estouraram em 2008 e continuamos aqui.

      Excluir
  3. Até quando vc acha que os governos vão ter fundos para absorver as perdas(dezenas de trilhões de dólares) destas crises e conseguirem resgatar bancos em situação de insolvência? este esquema está quase esgotado, o colapso é inevitável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui no Brasil não sei de nenhum grande banco em situação de insolvência.
      O PROER de FHC foi muito bem elaborado.

      É muito difícil explicar para um leigo o que são derivativos.
      Mas vou dar um exemplo prático que muitos tem condições de entender.

      Eike Batista era um dos homens mais ricos do mundo, mas virtualmente.
      Muitos apostavam na “rentabilidade futura” de suas empresas então elas eram muito valorizadas.

      Exemplo:
      Você tem um sitio que vale 50 mil, mas se há suspeita que nele tem petróleo você começa a receber ofertas de 200 mil por ele.
      Se realmente tiver petróleo ele pode saltar para 400 mil, mas se não tiver as pessoas ficam decepcionadas e não pagam por ele nem 30 mil.
      As pessoas pensam que o Mercado é só números, mas acreditem emoções tem um enorme peso.

      O que acontece quando a expectativa por um derivativo não se concretiza?
      Alguém perde muito dinheiro.
      Eike não é mais Bilionário e a vida continua.

      O valor de Mercado da Apple é 700 Bilhões.
      Mas entenda que é um valor virtual baseado em quanto as pessoas estão pagando por suas ações.

      Vamos imaginar uma tragédia.
      O uso do Ipad provoca câncer.
      A Apple perde 50% do seu valor na Bolsa.
      Muita gente vai perder dinheiro, mas a vida continua.
      A Samsung pode valorizar e quem apostou nela ganhar muito dinheiro.

      Quem conhecia a Google há 15 anos?

      Mas realmente os derivativos precisam ser acompanhados de perto por empresas e governos.
      O Capitalismo vai melhorando com o tempo, o Socialismo é uma causa perdida.

      Excluir
    2. Retardado, o sistema bancário do Brasil não está em situação de insolvência mas as negociações internacionais são feitas em moeda estrangeira, O Brasil possui créditos em moeda estrangeira, recebe investimentos em moeda estrangeira e precisa exportar para conseguir moeda estrangeira para conseguir comprar no exterior aquilo que não consegue produzir, se esse esquema entrar em colapso vai tudo pro saco.

      Vc está confundindo bolsa de valores com mercado de derivativos, essas são empresas de capital aberto que negociam ações em bolsa de valores. O grosso do mercado de derivativos não é negociado em bolsa de valores, envolve títulos podres de operações de resgate de empresas quebradas através de fundos de governos, manipulação de valores de ativos e mais uma série de outras modalidades empacotadas no mesmo contrato, documentos confidencias, altas comissões para estimular negócios obscuros altamente lucrativos, corrupção, chantagem, pressão de organismos internacionais, até ameaça militar. E eu que sou o leigo.

      Não me venha com falácias e com essa história de socialismo, para tentar descredenciar a discussão sobre este assunto tão delicado, porque não é isso que está sendo discutido agora. 

      Excluir
    3. Eu dei um exemplo.
      Mas mostre a todos que derivativos não tem absolutamente nada a ver com Bolsa de Valores... fico no aguardo.

      Durante a crise de 2008 Bancos grandes quebraram e outros estão ai firmes e fortes.
      Cachorros ladram e a caravana do capitalismo passa.

      Excluir
    4. Não disse que derivativos não tem absolutamente nada a ver com bolsa de valores, pesquise sobre OTC, derivativos over-the-counter, mercados de balcão, são derivativos negociados fora das bolsas de valores, esse tipo de derivativo equivale a cerca de 97% de tudo que é negociado e a forma como são estruturados e negociados torna difícil a regulação e a entender como eles funcionam.

      Os bancos que estavam alavancados quando estourou a bolha em 2008 receberam aporte dos governos, não vou ficar repetindo isso aqui Ad nauseam, tentando ser convencido no cansaço.

      Excluir
    5. Leia e aprenda como funciona NA PRATICA:
      (O problema dos derivativos é que dão margem a títulos podres)

      ENTENDA QUE FHC PEGOU O PAÍS QUEBRADO E FOI CONSERTANDO AOS POUCOS:

      Lembrei de um debate:

      “William voce ate agora enrolou e nao respondeu!!! O brasil passou de devedor a credor do fmi no governo lula!!!! Ate agora ninguém sabe onde foi parar esse dinheiro das privatizacoes??????” G+
      ============================
      Para entender isso é preciso ter um bom conhecimento de economia.
      Vou tentar resumir, mas não dá para fazer milagre.

      TÍTULOS PODRES SÃO AQUELES QUE O COBRADOR NÃO TEM MAIS ESPERANÇA DE RECEBER.

      Você se acha rico porque eu lhe devo 2 milhões de dólares, mas se eu não tenho de jeito nenhum esse dinheiro para lhe pagar você tem um título podre.

      Na crise de 2008 no EUA aconteceu isso.
      Muitas pessoas compraram imóveis pensando em uma eterna valorização e os bancos entraram em uma espécie de pirâmide financeira.
      [lá, na pratica, não tinha limite de alavancagem como FHC implantou no Brasil]

      Ocorreu uma fartura de imóveis e quando isso acontece os preços despencam.
      O fato é que muitos que compraram não tinham mais como arcar com o financiamento.
      O Banco X tinha em sua contabilidade 1 bilhão para receber...mas não iria receber, eram títulos podres.

      Quando uma bolha desse tamanho explode ela vira uma bola de neve arrasando a economia, algo parecido ocorreu na crise de 1929.

      O Governo deixou todas as empresas em dificuldade fechar, com isso fechou postos de emprego.
      A sociedade perdeu a confiança no futuro e nessa situação param os investimentos.
      Cria-se um círculo viciosos onde fecham vagas de empregos e a falta de investimento impede que surjam outras.
      Toda a economia entra em uma grave recessão.

      Houve uma grande falha dos Governos de USA e Europa na fiscalização dos mercados.

      Você viu que os Governos Obama e da Europa injetaram trilhões na economia, para onde foi esse dinheiro?
      ABSORVER OS TITULOS PODRES.

      Alguém tem que tira-los do mercado e apenas o Governo tem condições de fazer isso.

      Os militares nos deixaram uma dívida enorme e não ajudava nada a paga-la a ineficiência das estatais.

      Ao vende-las foi gerado capital para absorver parte dos títulos podres além delas ao se tornarem mais eficientes gerarem mais empregos e arrecadação de impostos.

      Sei que é complexo, mas não tenho como facilitar mais.

      Imagine que sua esposa [militares] gastou muito no seu cartão de credito, você está quebrado.
      [Os governos Sarney e Collor só fizeram aumentar a dívida.]

      Para você melhorar sua situação terá que se desfazer de um carro, imóvel.
      Mas isso pode não ser suficiente [Brasil não é USA]
      Você tem que renegociar a dívida e CORTAR GASTOS.

      Muitos perguntam porque FHC só fez o Bolsa Escola em 2001.
      Oras isso é um grande gasto, só foi possível quando as contas estavam mais saneadas.

      FHC plantou a arvore, Lula colheu os frutos e agora Dilma está colocando tudo a perder...

      “DÍVIDA EXTERNA DO BRASIL CRESCE 48% E VAI A US$ 523,7 BILHÕES
      O VALOR SUPERA OS US$ 379 BILHÕES DAS RESERVAS DO PAÍS”
      [16/08/2014]

      Excluir
    6. Sinceramente... O cara que diz que o PROER foi bem feito merece um prêmio de lunático da década!

      Excluir

    7. Que confusão, o cara acha que fazer um exemplo comparando a situação do Brasil que tem base monetária infinitamente menor que EUA, não entendi se corte de gastos e equilíbrio das contas do Brasil e de outras países tem alguma relação com as inevitáveis bolhas do sistema financeiro global. FHC rifou o patrimônio do Brasil e a dívida pública no período aumentou quase 500%, é caso de hospício!! 

      Excluir
    8. Almir Albuquerque, a farra dos bancos no país, a lógica de lucrar horrores em cima de títulos da dívida sobre altas taxas de juros se nenhuma contrapartida para a sociedade, um sistema que não atendeu a demanda por investimentos, um verdadeiro escândalo foi a obra do PROER.

      Excluir

Leia nossos Termos de Uso