Postagens

Mostrando postagens de Março, 2015

Ditadura sádica: o caso Orlando Sabino

Imagem
Daqui a pouco mais de um mês, no próximo dia 1º de abril (e não em 31 de março, como os saudosos gostam de afirmar, constrangidos) completar-se-ão 53 anos do famigerado golpe empresarial-militar no Brasil. De modo geral, o episódio do golpe e alguns de seus desdobramentos mais evidentes são conhecidos de grande parte da população brasileira. Mas ainda há diversos fatos que, devido ao caráter secreto das ações e da falta de liberdade de imprensa de então, permanecem nas sombras, sendo muito vagarosamente divulgados ao conhecimento da opinião pública. Certamente é o caso do infeliz Orlando Sabino, e seu drama cruel vivido nos anos 70, em Minas. Assassinatos em série no Triângulo MineiroEm 2006, o recentemente falecido jornalista Carlos Alberto Luppi publicou uma ficção com base em fatos reais chamada Dinastia das Sombras – O homem que matou Jesus Cristo, que acabo de ler. Pessoalmente achei a obra muito decepcionante, por conta do enredo emaranhado em épocas e lugares diferentes, mudand…

Mérito do governo: tentar trazer os insatisfeitos para a discussão da Reforma Política

Imagem
As milhares de pessoas que foram ontem às ruas tinham uma ideia geral do motivo pelos quais se mobilizaram a sair de casa: a corrupção que ganhou mais visibilidade atualmente por conta das investigações da Lava-Jato. O problema – para o governo Dilma – é que a multidão identificou no PT a causa de todos os males nacionais em se tratando do tema.Dando uma olhada nos cartazes e nas entrevistas dos participantes, as reivindicações foram das mais variadas: Impeachment, intervenção militar, fim da doutrinação marxista nas escolas (?!), defesa das privatizações, tudo isso como forma de combater a corrupção. Mas ninguém – ao menos que se tenha visto – sugeriu o fim do financiamento empresarial das campanhas políticas, o verdadeiro foco da corrupção na política nacional.Logo após as manifestações, coube ao Ministro da Justiça José Eduardo Cardozo e ao secretário da Presidência Miguel Rossetto o pronunciamento e a promessa de soluções, onde se comprometeram a enviar ao Congresso um pacote de m…

Patriotismo como forma de encobrir privilégios

Dilma alimentou o monstro que agora ameaça derrubá-la

Imagem
É difícil acreditar na disposição de milhares de pessoas para sair às ruas hoje, gritar por um absurdo Impeachment, sem primeiro buscar uma base mais sólida de conhecimento sobre toda a complexidade da política atual que nos ronda. Mas eles estão aí, levados pelas mais diversas razões. Dilma Rousseff causou uma sucessão inacreditável de erros estratégicos desde a vitória na eleição. Provocou enormes descontentamentos no seio das esquerdas brasileiras com as escolhas do seu ministério e com a guinada econômica rumo ao pacote de ajustes neoliberais. As mesmas esquerdas que lhe depositaram um voto de confiança na acirrada eleição do ano passado, recebendo de volta nada menos que um inacreditável estelionato eleitoral, com a maior naturalidade. Mas nem por isso essa parcela da população saiu às ruas ou clamou por golpes ou Impeachment. Creio que compreendem, em sua maioria, que a luta tem que ser dentro das regras da democracia. E, curiosamente, são as esquerdas que sempre carregaram a i…

O PT despolitizou a política, e grande parte da “nova classe média” foi pra direita

Imagem
Quem primeiro cantou a pedra foi  a professora Marilena Chauí, anos atrás, durante a euforia governista com a ascensão social de amplas camadas de miseráveis à faixa de consumo: se essa nova classe trabalhadora (que os governos petistas chamam erroneamente de nova classe-média) não fosse politizada, conscientizada do seu papel na sociedade para lutar por seus interesses, seria cooptada ideologicamente pelo pensamento mais reacionário de amplos setores das verdadeiras classes-médias brasileiras. Vendo hoje o aumento cada vez maior das hostilidades contra o governo em diversos setores da pirâmide social, tanto no topo quanto na base, mas principalmente naquela faixa mediana mais larga onde se situa a maioria da população, é difícil não pensar que Marilena Chauí acertou em cheio na sua advertência. O portal de notícias Carta Capital trouxe essa semana uma entrevista com Lincoln Secco, professor de História da USP, autor de "A história do PT". Nela, ele dá a chave para entender …

Venezuela como ameaça à segurança dos EUA? Alguma coisa não está batendo

Imagem
Apesar de ser presidente de um dos países que mais promovem a insegurança e a instabilidade política no mundo, Barack Obama surpreendeu nessa segunda (9/3) com um comunicado onde denuncia a Venezuela de Nicolás Maduro como um país que representa “uma ameaça não usual e extraordinária à segurança nacional dos Estados Unidos”. E tudo por conta da suposta violação de direitos humanos promovida por militares venezuelanos, que enfrentam uma ameaça de golpismo de adversários políticos que, como no passado recente, contam com o apoio dos… Estados Unidos. Tal medida da Casa Branca, bastante grave, parece desproporcional. Obama declarou “emergência nacional”, o que quer dizer que pode tomar medidas além das que forem determinadas pelo Congresso norte-americano. E tudo isso porque alguns oficiais venezuelanos presumivelmente exageraram no combate àqueles que pretendem derrubar o governo local? Pra mim existem outras razões mais plausíveis para as ameaças ianques.Rússia ensaia uma aproximação mi…

Do Impeachment para o golpe é só um pulo

Imagem
No próximo domingo, um protesto programado pelas classes médias contra o governo representa uma verdadeira incógnita. Qual será o número de adesão da população a ela? Isso é um dado que pode determinar bastante os próximos movimentos na política nacional.Pros exaltados e politicamente ignorantes coxinhas brasileiros que só enxergam um palmo diante do nariz, o Impeachment da presidente da República, em vez de contentar sua sanha de classe golpista, seria um verdadeiro tiro no pé. Hoje tirariam a Dilma do poder por razões particulares e ainda por cima equivocadas, já que a presidente faz um governo ruim, mas em favor dos interesses das classes econômicas mais elevadas e não dos movimentos sociais e dos mais pobres. Assim, apenas preparariam o terreno com um belo tapete vermelho para a volta triunfal de um Lula mais fortalecido, democrático e legitimado em 2018. Certamente não é esse o plano. Mas por outro lado, tal como em 64 com a Marcha da Família, com Deus, pela Liberdade, as demonst…

O que Luciano Huck tem na cabeça

Imagem
Desde que Luciano Huck se enveredou pelos caminhos da moda, a coisa não tem sido fácil. Difícil entender como uma pessoa esclarecida e bem vivida pode ser capaz de cometer tantas gafes sucessivas desse jeito. Primeiro foi o episódio da banana, onde lançou uma campanha supostamente “antirracista” com um slogan pra lá de infeliz: “Somos Todos Macacos”. Agora me apareceu com uma nova linha de camisetas infantis que causou grande polêmica e indignação nas redes sociais. “Ven ni min que eu tô facin” para meninas e “Se eu não lembro, eu não fiz” para os meninos. O que se passa na cabeça desse renomado apresentador e empresário brasileiro? Desenvolvemos algumas hipóteses para tentar responder. Luciano Huck é sádicoNesse cenário, Luciano Huck sabe que vai causar desconforto em grandes parcelas da sociedade, e portanto, não seria isento de responsabilidade. Tudo o que ele faz é provocar propositalmente a ira das pessoas ofendidas, porque do alto da sua torre de marfim inatingível, ele observa…

Andressa Urach e a conversão pelo susto

Imagem
Os religiosos muitas vezes apresentam uma espécie de “argumento” para confrontar o ceticismo orgulhoso e incômodo dos ateus: na hora de um grande perigo, todo mundo se borra todo de medo de morrer e aí pede a deus pela sua vida, invariavelmente. A partir daí, se morrer, morreu, e ninguém vai ligar. Mas se sobreviver, todo o mérito, honra e reconhecimento vão para o nosso glorioso Jesus Cristo. A falácia pode ser resumida no seguinte bordão: “Ninguém é ateu quando o avião está caindo”. Deus chamou depois do hidrogel na bunda Apesar da ilógica dessa trapaça intelectual ser facilmente desmontável, recentemente aconteceu um caso – dentre alguns outros – que parece reforçar tal tipo de ideia: Andressa Urach, pseudo-celebridade do momento, depois de uma malsucedida cirurgia estética nas poderosas nádegas vice-campeãs mundiais num concurso, revelou ter-se convertido a uma seita neopentecostal depois de estar entre a vida e a morte. Imagens da musa lendo o livro do Bispo Macedo no leito do h…