Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2015

O brasileiro sofre com o descaso do poder público

Soube agora de um caso estarrecedor, que mostra como o povo brasileiro sofre com o descaso das autoridades públicas que insistem em não cumprir o seu dever para com o cidadão.É o episódio da mulher que foi assassinada dia 12 de fevereiro, junto com seus dois filhos gêmeos num crime que está sendo investigado, mas que tem toda a pinta de crime passional, por conta dos relatos dos investigadores a respeito dos suspeitos que foram presos.Izabella Gianvecchio foi induzida a ir no shopping pelo pai das crianças, e, de acordo com a polícia, no caminho pegou um assassino de aluguel que foi contratado pelo pai para matá-las. Desconfiado, um parente seguiu o carro em que eles iam, mas ficou sem gasolina no meio do caminho. Ao perceber que o motorista havia desviado da rota para o shopping em direção a uma estrada, ligou para a Polícia Rodoviária Federal, informando que suspeitava do que estava acontecendo. Em qualquer lugar digno e civilizado do mundo, a polícia estaria de prontidão para averi…

Chances de um Impeachment

Imagem
Será que veremos um impeachment da Dilma? Se sim, será logo ou pode demorar?Difícil de dizer, mas já começaram os primeiros movimentos, a princípio reservados, e atualmente mais descarados nesse sentido, por parte de setores da mídia, da política e da justiça. Acho que a chance de um Impeachment a curto prazo é quase zero. Com disse João Pedro Stédile, a direita prefere cozinhar Dilma e desgastar sua imagem até o fim do mandato – o que seria a repetição do erro de 2005, quando, assolado pelo escândalo do Mensalão, Lula era dado como morto e ressuscitou para ganhar mais um mandato. Daí por diante, o Congresso vai fazer do governo um inferno, a mídia vai martelar todo dia o "desgoverno" da presidenta, e mesmo assim eu acho que não haverá nem vontade política, nem apelo para um Impeachment. A não ser por dois motivos: primeiro, se for descoberto nessa investigação da Petrobras, alguma mínima insinuação de que a Dilma sabia de alguma coisa, ou participou de alguma coisa. Aí a ca…

E o militares, o que pensam do Impeachment da Dilma?

É caso de se perguntar: constitucionalmente as Forças Armadas sempre se apegaram à função de guardiões da lei e da ordem, prerrogativa que eles fizeram questão de manter (inclusive com ameaças caso não fossem atendidos pelos constituintes) na Carta Magna de 1988.Desde algumas semanas atrás, cresce o burburinho em torno de um golpe branco para o impeachment da Dilma, seja no Supremo, seja no Congresso, e há até políticos insinuando como deve ser feito, no caso de FHC.Não vi ainda os ministros militares se manifestarem, a não ser na época da vitória nas urnas, em outubro. O problema é que o critério para avaliar quando e como a lei e a ordem são violadas é uma coisa vaga, dependendo dos interesses dos oficiais. Tanto evitar um golpe quanto apoiar um golpe podem ser interpretados naturalmente como a defesa da lei e da ordem, dependendo do contexto que se queira dar, como 1964 nos mostra bem.Nesse sentido, o silêncio dos militares nesse momento deve estar causando certa aflição em uns, e …