Panorâmica Social

Denúncia das injustiças da plutocracia brasileira e mundial

12 de maio de 2013

Que venham os médicos cubanos!

medicos-cubanos-brasilO Conselho Federal de Medicina anda criticando a intenção do governo de permitir a atuação de 6 mil médicos cubanos sob as mais impertinentes críticas, que certamente ocultam outras razões bem mais específicas.

Uma das questões mais apontadas é a falta de revalidação dos diplomas dos colegas cubanos. É até louvável que o Conselho esteja realmente tão preocupado com a qualidade dos profissionais que vêm atuar no Brasil. O curioso é que eles não parecem demonstrar a mesma preocupação com o péssimo atendimento e formação dos próprios médicos brasileiros, responsáveis por mortes e descasos como o da menina Adrielly dos Santos Vieira no começo desse ano, além da defasagem de profissionais pelo interior do país, onde a abertura de clínicas particulares é tão mais lucrativa. Justamente onde os profissionais de Cuba vêm trabalhar…

O presidente em exercício do CFM, Carlos Vidal, perguntado se não seria melhor que as cidades do interior recebessem esses médicos com diplomas estrangeiros, em vez de não ter nenhuma assistência, me saiu com essa pérola: "A pseudo assistência é mais grave que a falta de assistência. Quando você não tem um médico na sua cidade, pode buscar na cidade ao lado e ter um médico de qualidade adequada".

Claro que ele pensa assim. Não é ele que precisa enfrentar as filas e a concorrência de pacientes das diversas cidades que procuram um único hospital por falta de atendimento local. E ainda por cima, cinicamente, coloca em xeque a formação dos médicos cubanos, num país tradicionalmente de vanguarda no setor e de reconhecimento internacional.

O que está por trás dessas críticas

Muito mais do que um mero senso de corporativismo, o CFM, bem como dos ataques de histeria dos reacionários de sempre que voltam a bradar lemas da época da Guerra Fria, como “o Comunismo avança no Brasil”, existe o medo que alguns setores das classes médicas têm diante do modelo público de medicina eficiente  que prioriza a prevenção e a educação para a saúde, reduzindo não apenas os índices de enfermidades, mas sobretudo a necessidade de atendimento e os custos com a saúde. Sem doentes, como as clínicas particulares vão poder ter clientes? No modelo neoliberal, saúde é mercadoria e dá lucro. Hospitais públicos não podem funcionar para o bem das empresas privadas.

Chega a ser uma vergonha toda essa gritaria contra profissionais que só vem a somar no nosso precário e desumano serviço público de saúde. Um Conselho Federal de Medicina comprometido com interesses mercantis na medicina explica muito do porquê temos que conviver com um sistema tão ruim em favor de Unimeds e outros hospitais que cobram por atendimento.

Que venham os médicos cubanos, relembrar pra estes médicos que enriquecem com a doença, o Juramento de Hipócrates.

___________________

Links:

http://www.viomundo.com.br/politica/pedro-porfirio-por-que-os-medicos-cubanos-assustam.html

http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/cfm-reforca-critica-a-entrada-de-medicos-cubanos

6 comentários:

  1. Interessante que uma vez assisti uma reportagem, que vários estudantes de medicina de uma importante Universidade fizeram uma prova, no estilo da OAB, para ver como estavam se saindo. A prova não era obrigatória, então o estudante se sentia capaz de realiza-la, e o resultado final foi que apenas 20% passaram. O resto não sabia aplicar testes simples ou diferença de remédios... isso é Brasil-sil-sil...

    ResponderExcluir
  2. não há nada tão polêmico quanto tudo o que vem acontecendo ... o brasil está parecendo uma pátria atrás de polêmicas e assuntos sem debate-los ... tudo parece uma avalanche de problemas sem fim ...

    ResponderExcluir
  3. Gostei do blog, trata de assuntos que geralmente poucas pessoas sabem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Abraão, é por isso que eu acho muito importante esse trabalho de divulgação.

      Grande abraço e obrigado pela visita.

      Excluir
  4. Em todos os setores existem casos similares. A educação pública mal ajambrada favorece o lucro das entidades privadas, a segurança pública, a comunicação pública, idem. Mas inúmeras pessoas preferem fechar os olhos a essa situação, por pura preguiça de pensar a respeito.

    ResponderExcluir
  5. Post maravilhoso......realmente há algo por trás de toda a falácia do CRM, alias a medicina virou um excelente ramo do capitalismo; quer algum setor que tenha tantos clientes necessitados e dispostos a a pagar o que for necessário pelo seu bem mais precioso ( saúde)?

    ResponderExcluir

Leia nossos Termos de Uso