Comunistas não podem usar iPods ou roupas de marca?

definitivo
 
Capitalistas de visão mais estreita de mundo e/ou aqueles mais engajados contra os socialistas tendem ter o seguinte pensamento, resumido no seguinte comentário: “se dizem comunistas, mas usam tecnologias como PC e celular e roupas de marca”. Se Fidel Castro aparece com uma jaqueta da Adidas, aí pronto, é motivo de grandes críticas e acusações.
 
Já tive que lidar uma vez com um professor da Universidade Federal de Alagoas pela internet, reacionário até o último fio de cabelo, por dizer sandices como essa, movido apenas pelo ódio a tudo que ameace seu conforto supostamente capitalista e seu direito à alienação consumista.
Por que socialistas ou comunistas não podem ter direito a usufruir tudo que o mundo moderno tem a oferecer de melhor? Só porque são críticos do capitalismo?
 
Mas uma coisa não tem nada a ver com a outra! A diferença crucial é que capitalistas procuram o bem estar de forma egoísta, individualista. Eles pensam: se eu tenho, foi com meu esforço, e se os outros não têm, problema é deles, só podem ser vagabundos preguiçosos. Dão grande importância à famosa “meritocracia” como meio de obter as coisas, mesmo que ela não passe de um engodo teórico do pensamento capitalista. Ou você realmente acha que a sociedade capitalista oferece exatamente as mesmas oportunidades de sucesso nesse mundo para você e o filho do Eike Batista, por exemplo? Ou que um dedicado trabalhador assalariado desse Brasil afora seja tão bem remunerado quanto um magnata especulador da Bolsa? Parece que o “mérito” não tem muito a ver com trabalho no sistema capitalista…

O que é bom, tem que ser para todos, e não para alguns

Socialistas não têm essa visão egoísta e distorcida. Eles sabem que todos deveriam ter acesso ao que a humanidade produziu de melhor em conforto e tecnologia, e se isso não acontece, é porque o que prevalece no capitalismo é a lógica do mercado que reserva a apenas alguns poucos o privilégio de poder pagar pelo bem-estar e pela qualidade de vida que deveriam ser para todos. Tudo isso inserido na obsolescência programada, que faz as pessoas entrarem na ciranda do consumo desenfreado e fútil do “cada-vez-melhor” e do “cada-vez-mais-novo-e-atual”, enquanto joga grande parte da população de baixa renda no consumo precário. Até a Saúde e a Educação, por exemplo, são postas nessa lógica. Aqueles que podem pagar um plano ou um colégio privado se lixam para os que precisam do serviço público.

É isso que os socialistas criticam e o que os diferencia dos consumidores alienados no ideário capitalista. Socialistas querem um serviço público universal e de qualidade para todos, querem que todos possam ter acesso a internet banda larga, querem que todos possam usufruir das melhores tecnologias do nosso tempo e vestir as roupas que quiserem – inclusive para eles mesmos! Por que não?

Postagens mais visitadas deste blog

Voz de prisão. Na teoria, uma coisa, na prática, outra bem diferente

Qual é o termo gentílico mais adequado para quem nasce nos Estados Unidos?

Deputados contra a Reforma da Previdência: consciência política ou barganha pelas emendas parlamentares?

Como os homens manipulam a “vontade de Deus” de acordo com suas necessidades: a questão do lucro