Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2012

Poluição visual das cidades não incomoda só em época de eleição

Imagem
Realmente elas são chatas, inconvenientes e invasivas. As propagandas políticas incomodam bastante os cidadãos em épocas de eleição. Estão em todos os lugares, seja nas ruas, causando poluição visual, material e sonora, seja na TV, entrando em nossos lares sem serem chamadas. Mas elas passam. Só voltam depois de dois anos, na eleição seguinte.
Mas por que as pessoas não têm a mesma reação negativa com relação à publicidade comercial, que polui a cidade do mesmo jeito, com banners espalhados pelos prédios, outdoors instalados em cada rua, e com as propagandas da TV que nos empurram goela abaixo produtos que não queremos? Aí está uma coisa curiosa. Será que nos acostumamos com esse abuso e pensamos que ele é normal e que deve ser assim mesmo? Recentemente uma ex-deputada federal relatou em seu blog a primeira impressão que teve assim que desceu em Havana, numa viagem de férias: olhou em volta da cidade não viu sequer uma publicidade de grandes empresas poluindo o visual! Muito diferente…

O mercado da informalidade na campanha política

Estamos vivendo em todo o Brasil o período de campanhas eleitorais e é difícil escapar do tema quando a gente quer escrever sobre algo da atualidade. O assunto de hoje é o mercado informal na eleição, que ocorre a cada 2 anos no país e corrompe o que se esperaria de uma verdadeira democracia e de uma plena cidadania, porque envolve interesses e favores imediatos e pessoais e não o bem estar da comunidade. Embora a eleição abra uma série de oportunidades para cantores de jingles, compositores, produtores de faixas, banners e cavaletes, donos de carros de som, etc., vamos nos ater a um tipo bem específico que costuma ser o mais explorado: o cabo eleitoral.Uma das coisas mais belas da democracia é quando você se presta a fazer campanha para seu candidato de predileção. Num país em que este sistema está plenamente implementado, os cidadãos escolhem, apoiam e divulgam aquele que consideram o melhor postulante ao cargo político, não porque queriam alguma vantagem pessoal em troca, mas porqu…