Panorâmica Social

Denúncia das injustiças da plutocracia brasileira e mundial

6 de abril de 2011

Flamengo e Corinthians serão Barcelona e Real Madrid do Brasil?

marcelocampospintopatriciaamorim
Continua o imbróglio causado pelo racha no Clube dos 13, que se reflete na atual negociação sobre os direitos de transmissão do próximo Campeonato Brasileiro. Clubes negociam suas cotas individualmente com as TVs, e muitos especialistas temem que possa haver grande desequilíbrio entre os clubes no futuro.


O Flamengo acaba de negociar o seu direito de transmissão com a Rede Globo. Apesar de não terem sido divulgados os valores da negociação, especula-se que gire em torno de 120 milhões de Reais por ano. Flamengo, Corinthians e mais outros clubes resolveram negociar seus direitos de transmissão fora do Clube dos 13, que fechou com a Rede TV! um contrato coletivo de 516 milhões. O CADE, órgão responsável por fiscalizar estes tipos de negociações, já disse que os contratos individuais não são nenhum problema jurídico.
Algumas questões foram levantadas por conta destes fatos. Primeiro, a Rede TV! teria entrado numa tremenda furada. Pato novo na área, comprou os direitos do Campeonato Brasileiro pelo Clube dos 13, e pode acabar transmitindo apenas meia-dúzia de jogos sem apelo, já que cada dia que passa mais clubes negociam seus direitos fora do contrato coletivo. Outra questão muito debatida pelos comentaristas esportivos, é que Flamengo e Corinthians, ao receberem 18 por cento a mais do que todos os outros clubes no contrato com a Globo, estariam desequilibrando o futebol brasileiro, que poderia se tornar numa disputa de dois ou três grandes times apenas, como é na Espanha e Portugal. E a graça do futebol brasileiro estaria exatamente no fato de que existem pelo menos 10 clubes com chances de serem campeões brasileiros, e não dois, como naqueles países.

porto_campeao_2011 Porto Campeão em 2011. Revezamento de títulos com Benfica e Sporting em Portugal

Isso vai acontecer no Brasil? Pode ser que sim, pode ser que não. Tem uma coisa muito importante que poucos estão mencionando: as pessoas defendem esta economia de mercado, onde o produto mais valioso e popular é o mais procurado, desejado, e portanto, o que mais dá retorno financeiro. Mas elas deveriam defender, então, estas leis de mercado em quaisquer circunstâncias, inclusive no futebol. Flamengo e Corinthians são, disparados, os campeões de público, audiência e pay-per-view. Futebol, hoje, é negócio, para o bem, e para o mal. Não é justo que recebam mais do que os outros, por darem o maior retorno financeiro? Ou deveriam abrir mão do que poderiam ganhar, em nome do bem coletivo? O contrato coletivo do Clube dos 13 nivela todos por baixo, e a prova disso é que o contrato da Rede TV! é inferior ao que se paga no campeonato turco, por exemplo (veja a tabela abaixo). E olha que ela vai pagar 516 milhões - um aumento de 125 por cento do que era pago até agora (uma mixaria de R$ 230 milhões). Pessoas que defendem o bem coletivo, o defendem em todos os setores econômicos, ou apenas quando desfavorecem seus clubes de coração? Elas acham, por exemplo, que a Force India deve ganhar o mesmo que a Ferrari nos contratos de TV da Fórmula 1? Ou, digamos, que a Ferrari deva vender seus carros a preços populares, para não prejudicar a Volkswagen? Provavelmente não.

estatistica

Além do mais, todos os clubes que estão negociando seus direitos fora do Clube dos 13 estão recebendo mais. O Grêmio, por exemplo, pode não estar ganhando tanto quanto Flamengo e Corinthians, mas está recebendo o dobro do que recebia antes. No fim das contas, o fim iminente do Clube dos 13 pode acabar representando a liberdade dos clubes, para que possam negociar seus direitos de acordo com o verdadeiro peso que representam no futebol brasileiro, que se reflete na audiência da TV, na venda de produtos e na presença nos estádios de futebol.


Fontes:
http://www.adnews.com.br/midia/114148.html
http://esporte.ig.com.br/futebol/clubes+brasileiros+recebem+menos+do+que+turcos+por+direitos+de+tv/n1238169947241.html
http://www.direitoesporteclube.com.br/tag/direito-de-transmissao-tv/
http://globoesporte.globo.com/futebol/noticia/2011/04/flamengo-fecha-acordo-de-direitos-de-transmissao-com-rede-globo.html

10 comentários:

  1. Fala, Almir!
    A verdade é que não dá para condenar os clubes que estão assinando com a Globo. Em termos de TV aberta, se não fosse ela, seria a Record, cuja origem do dinheiro todos nós sabemos - menos os fieis da IURD.
    E, em termos de know-how, não há no Brasil quem possa oferecer melhor qualidade nos serviços.
    Quanto ao clube que ganha mais, embora eu seja Flamenguista, acho injusto, embora inevitável, já que tudo gira em torno da audiência, e quem dá mais audiência acaba ganhando mais.
    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo blog.. obrigado pela visita!

    ps.: estou te seguindo!

    Abraço,
    PREGUIÇA ALHEIA

    ResponderExcluir
  3. Oi Almir, tudo bem?
    Como dizia o Brizola: "tudo são os interésses" rsrsrsrs
    No futebol, em qualquer setor onde rola grana, é isso, os "interésses".
    Isso é comércio, audiência,bastidores. Adoro futebol, mas me confesso pouco conhecedora desse makingoff, por isso esse teu post veio bem na hora!

    Grande beijo amigo!

    Humoremconto
    http://anaceciliaromeu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Cissa,

    Curioso você mencionar essa característica do Brizola. Era um político que eu admirava muito e sempre reparei nesse jeito dele de falar.. rsrs.. Isso era coisa dele ou é coisa de gaúcho mesmo? rsrs

    Grande beijo

    ResponderExcluir
  5. Sempre houve um baita desnivelamento das cotas de TV entre os clubes, e o Campeonato Brasileiro nunca deixou de ser disputado.

    Acho que ninguém vai sair no prejuízo não. O Vasco, por exemplo, pode não estar ganhando os R$ 120 mi que o Fla e o Coringa estão ganhando, mas pra quem se virava com R$ 22 mi, os R$ 76 mi de agora dá e sobra.

    É só uma questão de competência dos dirigentes dos clubes em relação ao uso desse dinheiro.

    Um bom exemplo é o do Internacional-RS que nunca teve, e vai continuar sem ter um bom contrato, mas que tem feito um ótimo trabalho nas categorias de base, e hoje é clube brasileiro que mais ganha dinheiro com transferências de jogadores.

    ResponderExcluir
  6. Oi Almir,
    não rsrsrs era coisa dele mesmo, como o Fitipaldi que diz: estraTEgia, ao invés de estratégia rsrsrs
    Mas você sabe que eu admirava esse cara também, até fiz uma capa de livro para uma biografia autorizada dele que um amigo, Guaragna é o sobrenome do velhinho, fez, isso em 92. Mas o Brizola não foi no lançamento, infelizmente.


    Brigadão por acompanhar a Xerife!rsrsrs
    Grande beijo meu amigo

    ResponderExcluir
  7. Que bom saber disso Cissa. Infelizmente em 92, não sei se você lembra, ele era governador do Rio e estava muito ocupado brigando com a rede Globo, que colocava no ar todos os dias matérias contra ele, por isso ele não deve ter tido tempo rsrs. É a vida.

    Grande beijo

    ResponderExcluir
  8. Nossa, nem me lembrava disso, tô ficando velha mesmo rsrsrs
    Mas o velhinho que fez o livro, me mestrou no dia do lançamento uma carta de próprio punho do Brizola à ele, dizendo que faria o possível para estar no lançamento.
    E olha que o cara tinha a letra parecida comigo rsrsrs

    Grande beijo e ótimo fim de semana.
    PS.: desculpe de novo ficar conversando contigo no teu blog, mas também como vamos fazer isso, não e mesmo?
    Ah! Uma dúvida, de curiosidade à la dona Xerife, você tem mestrado, doutorado, etc...? Fiquei curiosa, pois acho teus textos muito evoluidos. Acho que está na hora de procurar espaço em jornais daí, se você já não o fez.

    ResponderExcluir
  9. Não acho que tem problema a nossa conversa aqui, mas se quiser eu te dou meu msn.

    Eu gostava muito do Brizola, conhecia seu peso na história política do Brasil e era seu eleitor. Curiosamente ele morreu no dia do meu aniversário.

    Fico muito agradecido pelo elogio Cissa, muito obrigado. Mas o mestrado por enquanto ainda é um projeto, quem sabe para um futuro bem próximo rsrs. Quanto a ser colunista de jornal, seria uma boa. Dizem que eu sou meio radical, mas quem sabe? Vamos ver... rsrs.

    Grande beijo.

    ResponderExcluir
  10. Clube dos 13 foi criado naquela famosa briga com a CBF que culminou com tudo aquilo que já sabemos, inclusive com a falência quase total do América-RJ, que ano anterior esteve entre os 4 primeiros colocados do Brasileiro da Primeira Divisão. Enfim, essa é outra história.
    Foi um divisor no futebol brasileiro e já estava na hora mesmo de acabar com isso. Porém, nem todas as emissoras possuem estrutura suficiente para bancar um Campeonato Brasileiro.
    Não gosto do SporTV, mas quem teria condições de montar uma estrutura como a que já está em atividade já há vários anos? Eu tenho o PFC SporTV e assisto todos os jogos do meu time (FLUMINENSE) e todos os outros que tenho vontade e que me interessam. Nem a ESPN com toda sua categoria, iria demorar muito para colocar em prática com qualidade.
    O que dirá então das emissoras da tv aberta?
    Rede TV? Talvez, mas muito talvez mesmo, a Record poderia bancar alguns jogos.
    Tá, tudo bem, os clubes estão negociando diretamente com as emissoras. Mas isso é tv aberta e como sempre foi, a grande maioria dos jogos a passar serão do Corinthians e do Flamengo.
    Pobre tv aberta brasileira, lamentavelmente.
    Abraço e bom domingo.

    ResponderExcluir

Leia nossos Termos de Uso