Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

Brasil não tem perfil adequado para Conselho de Segurança da ONU

Imagem
O Brasil, há algum tempo, pleiteia uma vaga permanente no Conselho de Segurança da ONU. Tem trabalhado nos bastidores, buscando apoio entre aliados para uma reforma no órgão e já conseguiu algumas simpatias, como o do presidente francês Nicolas Sarkozy, e agora, ao que parece, do presidente americano, Barak Obama. Hoje, o país é membro temporário no rodízio que é feito entre os que não são permanentes. Recentemente, o Conselho se reuniu para votar a resolução 1.973, uma resposta militar contra os desmandos e massacres do ditador da Líbia, Muamar Kadafi. O representante brasileiro se absteve de votar. Por 10 votos contra 5, decidiu-se pela intervenção militar no país árabe. Si vis pacem, para bellum“Se queres a Paz, prepara-te para a Guerra”Publius Flavius Vegetius RenatusPara um país que deseja tomar parte das decisões com relação à segurança do planeta, querendo ser aceito como membro permanente do Conselho de Segurança da ONU (CS), uma abstenção dessas soa bastante estranha. Ainda m…

Beneficiários de gratuidade ficam a pé no Rio de Janeiro

Imagem
Em reportagem produzida pela Band News FM, sob comando do jornalista Ricardo Boechat, foi denunciada uma situação vergonhosa que vem acontecendo frequentemente no precário sistema de transporte coletivo rodoviário do Estado do Rio de Janeiro: as empresas de ônibus discriminam beneficiários da gratuidade, como idosos, deficientes físicos e alunos, nos ônibus com ar condicionado. Se isso já não fosse um escândalo por si só, estes passageiros ainda precisam esperar às vezes mais de uma hora para embarcar nos “quentões”, como são popularmente conhecidos os veículos sem ar condicionado.


Idosos e deficientes só podem andar de “quentão”
Por conta de dezenas de denúncias, Boechat foi ouvir o diretor técnico-operacional do Detro (Departamento de Transportes Rodoviários), João Cassimiro, responsável por fiscalizar as empresas de ônibus. E pasmem! Ele afirmou que a discriminação nos ônibus com ar condicionado está perfeitamente dentro da lei! Segundo ele, isso é fruto de uma legislação federal p…

O Homem e o Estado em Thomas Hobbes

Imagem
Thomas Hobbes (imagem ao lado) foi um dos primeiros grandes pensadores políticos a se debruçar sobre o problema do governo e do Estado que estava se consolidando em sua época. Viveu no momento em que os soberanos estavam a acumular cada vez mais poder em suas mãos, enquanto os Estados Nacionais ganhavam seus primeiros contornos na Europa. Indo de encontro à antiga e consolidada ideia de que o poder emanava de Deus, Hobbes estabeleceu a ideia inovadora de que ele provinha do pacto social. A função do Estado era garantir a Paz, mas sabemos que desde então não foi bem assim que as coisas funcionaram.


Em sua mais destacada obra, lançada em 1651 e intitulada Leviatã ou matéria, forma e poder de um Estado eclesiástico e civil (ou simplesmente Leviatã), Thomas Hobbes analisa o que entende que seja a natureza do homem, sua essência e seu papel perante o mundo.
Segundo Hobbes, o ser humano é egoísta por natureza, e por essa razão, tende a lutar e guerrear contra si mesmo. O homem de Hobbes, …