Desenvolvimento Econômico, mas a que preço?

Nós, do Estado do Rio de Janeiro, estávamos acostumados a ter uma vida de perfeita sintonia com a deslumbrante Natureza, que sempre emol...

poluição
Nós, do Estado do Rio de Janeiro, estávamos acostumados a ter uma vida de perfeita sintonia com a deslumbrante Natureza, que sempre emoldurou as principais paisagens fluminenses. Entretanto, essa união vem sendo ameaçada recentemente por empresas dos setores mais poluentes da indústria, como a siderúrgica e a petroquímica, que escolheram a região metropolitana do Estado para instalar seus complexos poluidores, contando com a benevolência dos nossos dirigentes e colocando em risco a fauna, a flora, e principalmente a saúde da população. Depois da chuva de poeira cinzenta sobre o bairro de Santa Cruz, causada pelo auto-forno da Companhia Siderúrgica do Atlântico, que o nosso blog denunciou aqui, agora é a vez do novo Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (COMPERJ), instalado em Itaboraí, ameaçar a vida marinha e a nossa saúde com seus dejetos químicos venenosos. Onde estão as autoridades do meio-ambiente deste Estado?

O novo secretário de meio-ambiente, o velho Carlos Minc, que sempre usou a natureza como slogan eleitoral, não parece muito preocupado. Se ele tiver a mesma postura que teve no caso da poluição criminosa sobre a população de Santa Cruz, causada pela CSA, nós estamos lascados. Naquela oportunidade, Minc, em entrevista à rádio Band News, se colocou debochadamente a favor da empresa, levantando até suspeitas do jornalista Ricardo Boechat. A bola da vez é o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro, que “precisa” se desfazer de seus dejetos químicos via emissário submarino, e está na dúvida entre a Baía de Guanabara ou o litoral de Itaipuaçu, em Maricá, rico em biodiversidade.

31-02-2008 - Início das obras do COMPERJ. Presidente Lula e o Governador Sérgio Cabral iniciaram simbolicamente as obras do Polo Petroquímico de Itaborai. Foto - Carlos MagnoPolíticos sorridentes na inauguração do Comperj 

Outro fator que chama a atenção e causa desconfiança é a forma como foi conduzida pelas autoridades o processo de consulta pública, através do Estudo de Impacto Ambiental – Relatório de Impacto ao Meio Ambiente (EIA-RIMA), documento onde se avaliam os possíveis danos ao meio-ambiente causados por determinado projeto (neste caso o emissário do COMPERJ). O período para análise desse documento teve início na antevéspera do Natal, com o prazo terminando no último dia 21 de janeiro  - ou seja, num período de festas, férias e feriados, onde o problema teve nenhuma repercussão.

impacto_ambiental Essa lógica compensatória precisa ser quebrada

Assim como o grande jornalista Ricardo Boechat, que desconfia seriamente que as autoridades estejam recebendo propina para permitir tamanha agressão ao meio-ambiente, eu também penso que essa só pode ser a única explicação. Fica difícil conceber como autoridades políticas como o senhor Sérgio Cabral e seu assecla do meio-ambiente, Carlos Minc, podem achar normal a lógica de compensação criada por estas empresas: “eu poluo o seu meio-ambiente, em troca lhe trago alguns empregos”, ou “eu jogo lixo na cabeça e nas águas dos seus cidadãos, e em troca eu crio um posto de saúde para cuidar dos problemas causados pela minha sujeira”. É hora de dar um basta neste tipo de política pública, e nestes políticos que só pensam em dinheiro.

fontes:
http://www.nitvista.com/index_frame.php?url=/ecoando/noticias.php%3Fid%3D702
http://sositaborai.blogspot.com/2011/01/com-obras-do-comperj-itaborai-sofre-e.html
http://www.grupoescolar.com/materia/estudo_de_impacto_ambiental.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Complexo_Petroqu%C3%ADmico_do_Rio_de_Janeiro

COMENTÁRIOS

BLOGGER: 7
Loading...
Nome

economia educação história internacional mídia opinião politica e sociedade sem categoria socialismo e capitalismo
false
ltr
item
Panorâmica Social: Desenvolvimento Econômico, mas a que preço?
Desenvolvimento Econômico, mas a que preço?
http://lh5.ggpht.com/_l0CCAmvM0FM/TT7e4yPXxdI/AAAAAAAAASo/NROaXHxN190/polui%C3%A7%C3%A3o_thumb%5B3%5D.jpg?imgmax=800
http://lh5.ggpht.com/_l0CCAmvM0FM/TT7e4yPXxdI/AAAAAAAAASo/NROaXHxN190/s72-c/polui%C3%A7%C3%A3o_thumb%5B3%5D.jpg?imgmax=800
Panorâmica Social
http://www.panoramicasocial.com.br/2011/01/desenvolvimento-economico-mas-que-preco.html
http://www.panoramicasocial.com.br/
http://www.panoramicasocial.com.br/
http://www.panoramicasocial.com.br/2011/01/desenvolvimento-economico-mas-que-preco.html
true
650628655076264791
UTF-8
Nenhuma postagem encontrada VER TODAS Continue Responder Cancelar resposta Delete Por Início PÁGINAS POSTS ver todas RELACIONADAS Categorias ArquivoE PESQUISAR TODAS AS POSTEAGENS Sua busca não gernou nenhuma postagem Voltar para o início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mar Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora Há 1 minuto Há $$1$$ minutos Há 1 hora Há $$1$$ horas Ontem Há $$1$$ dias Há $$1$$ semanas Há mais de 5 semanas Seguidores Seguir ESSE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para desbloquear Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy