Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2010

Caso Battisti é uma retaliação do governo brasileiro à Itália

O presidente Luis Inácio Lula da Silva, num de seus últimos atos presidenciais, deve anunciar até o fim desta semana, que vai dar ao ex-guerrilheiro italiano Cesare Battisti o status de refugiado político. As mídias italianas deram uma grande repercussão negativa ao caso, e autoridades como o Ministro da Defesa Ignazio La Russa chegaram a fazer ameaças ao Brasil, defendendo boicotes contra o país. Mas o que pode estar por trás da decisão do Brasil de não extraditar Cesare Battisti? Brasil e Itália mantém um acordo de extradição que prevê a entrega imediata de foragidos da Justiça. Tudo ia muito bem, até que o ex-banqueiro ítalo-brasileiro Salvatore Cacciola fugiu em 2000 para a Itália, depois da gestão fraudulenta do seu banco Marka. Em 2005 foi condenado a 13 anos de prisão pela Justiça do Rio por crimes contra o sistema financeiro, e o governo brasileiro pediu então a sua extradição. O governo italiano negou-se a cumprir o acordo de extradição, alegando que Cacciola tem cidadania it…

Empresários burlam da lei de meia-entrada impunemente

Imagem
A lei Nº 2519, de 17 de janeiro de 1996 instituiu a meia-entrada em "locais de diversão, de espetáculos teatrais, musicais e circenses, em casa de exibição cinematográfica, praças esportivas e similares das áreas de esporte, cultura e lazer no Estado do Rio de Janeiro". Se a intenção foi correta, o resultado, por falta de firmeza das autoridades fiscalizadoras, foi pior do que se esperava. Por conta desta lei, estudantes do ensino fundamental, médio e universitário, devidamente munidos de suas carteirinhas de identificação, teriam direito a pagar metade do preço das entradas. Ou seja, num evento que custasse R$30,00, pagaria-se R$15,00. Mas as instituições afetadas pela lei descobriram uma forma prática e simples de burlarem a determinação: aos poucos, sem que chamassem muita atenção, o ingresso dos espetáculos e apresentações afins tiveram o seu valor aumentado, muitas vezes dobrado ou triplicado! Isso quer dizer que, espertamente, o valor foi subindo, de modo que o que ant…

Bombas e Foguetes

Imagem
Se eu fosse deputado, além de estar rindo à toa com meu novo salário aumentado em mais de 60 por cento, enquanto os pobres mortais se lambuzam com seus salários mínimos, eu iria propor uma lei.  Uma proposta de tornar crime a comercialização dessas bombas conhecidas como malvinas e cabeção-de-nego.




Não é justo que uma rua ou um bairro inteiro sejam reféns de 5 ou 6 crianças deseducadas, que provavelmente vão comer um franguito assado magro e um copo de coca-cola no Natal, mas que gastam dinheiro suficiente para andar com os bolsos gordos e repletos de bombas, lançando-as por aí pelas ruas.  Se tem uma forma de explodir dinheiro é essa, literalmente.
Se pudessem comprar aqueles fogos pirotécnicos, bonitos de se ver, seria melhor, mas como são crianças fodidas, só podem ter malvinas e cabeção-de-nego, que só servem para fazer estrondo e estressar animais e pessoas civilizadas, além de arrancar uns dois ou três dedos dos mais bisonhos em algum possível acidente (não que eu torça para is…

CSA envenena moradores de Santa Cruz

Imagem
A Zona Oeste do Rio de Janeiro sofre um descaso crônico por parte das autoridades federais, estaduais e especialmente municipais. Além de muito raramente ser foco de projetos estruturais, urbanísticos ou sociais, ainda é a localidade preferida para a implementação de instituições que o resto da cidade não toleraria por perto. Assim temos o complexo de presídios de Bangu, e por pouco não teríamos também um Lixão aos moldes do de Gramacho, que carregaria o eufemístico nome de “Aterro sanitário do bairro de Paciência”.  A nova afronta aos moradores da região se chama Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA), no bairro de Santa Cruz, que, com a anuência das autoridades, se tornou o maior poluidor do Estado, desde junho deste ano.
CSA ainda em fase de construçãoLogo no início das operações, uma falha grave no auto-forno 1 jogou uma nuvem de poeira cinzenta sobre o bairro, fazendo centenas de pessoas procurarem os postos de saúde, vítimas de problemas respiratórios. Também há denúncias dos p…

A difícil missão da Educação Inclusiva

Imagem
Desde a década de 90 que o mundo vem tentando ajudar crianças portadoras de deficiências a ter uma educação mais humana nas instituições de ensino. No Brasil, estas propostas chegaram através de leis como a da Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva, de 2008. A partir de então, lançou-se a ideia de que as escolas é que deveriam se adaptar às necessidades das crianças, e não o contrário, promovendo a inclusão destes alunos no ensino regular.



O plano era acabar com as turmas e escolas especiais, para que todos pudessem estudar nas mesmas escolas. A proposta é nobre, entretanto, o que se tem visto é uma inclusão parcial, ou seja, os alunos com necessidades especiais são simplesmente colocados nas salas regulares, mas não recebem o devido acompanhamento para uma plena educação, seja pela incapacidade do educador, por falta de estrutura adequada na escola, ou também pela complexidade da sua deficiência.



Falta de incentivo, professores desmotivados e despre…

Presidente Lula afirma que vetará a aberração do Congresso

Imagem
Lula promete vetar a aberração do Congresso


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou hoje (7/12) que vetará a proposta aprovada no Congresso Nacional que estabelecia novas regras para a distribuição dos royalties do petróleo. Dessa forma, o presidente corrige uma medida arbitrária e anticonstitucional do Congresso federal, que iria prejudicar os Estados produtores em benefício daqueles Estados que nada têm a ver com a produção do óleo negro.






O autor do projeto eleitoreiro é Pedro Simon (PMDB-RS) que pegou carona na famigerada proposta anterior de Ibsen Pinheiro (PMDB-RS) que visava redistribuir a compensação dos Estados produtores entre todos os Estados brasileiros, com base nos critérios do fundo de participação, que privilegia os Estados mais pobres.






Pedro Simon, o Serra da vez
O projeto ganancioso passava por cima de direitos adquiridos e até sobre o conceito de royaltie, como se essa verba compensatória fosse mero privilégio de Estados como o Rio de Janeiro, que já fora usur…

Embaixadas americanas continuam atuando como QG de espionagem

Afinal, para que serve uma embaixada? Bem, resumidamente, poderíamos responder que uma embaixada tem por finalidade a representação diplomática entre os países, para facilitar o intercâmbio político, econômico, cultural, etc. Também tem por objetivo auxiliar cidadãos de sua nacionalidade em vários aspectos, no país onde a embaixada está localizada. 
Muito bem. Tudo isso teoricamente, pois recentes documentos publicados no site Wikileaks mostram que as embaixadas norte-americanas continuam atuando como postos avançados de espionagem, apurando e repassando secretamente fatos de interesse estratégico dos EUA, sobre os países nas quais estão sediadas. A prática é antiga, remete aos tempos da Guerra Fria, e para funcionar perfeitamente, precisa de colaboradores pró-Estados Unidos nos respectivos países. Foi assim quando o então embaixador norte-americano Lincoln Gordon ofereceu dinheiro e ajuda militar para que Lacerda, Magalhães Pinto e Adhemar de Barros, além de outros, pudessem trama…

Foi mesmo um sucesso a operação policial no Alemão?

Imagem
Oquei, foram apreensões recordes de drogas, armas e munições na maior operação policial dos últimos tempos. Mas pra quem viu todo o aparato militar montado para dar uma resposta aos criminosos que vinham tocando o terror no Rio, a esperança era de que o Estado pudesse dar um passo mais decisivo para acabar de vez com a violência e o tráfico de drogas na cidade, indo com tudo pra cima dos traficantes de drogas. Infelizmente, falhas no cerco e demora para a decisão facilitaram a fuga em massa dos bandidos, embora hajam notícias de que alguns ainda permaneçam no Alemão.




Essa expectativa foi criada depois das imagens dos bandidos da Vila Cruzeiro em fuga para o vizinho Complexo do Alemão, e pelas notícias de que os traficantes recém-expulsos de suas favelas pelas UPP's estavam todos concentrados ali. Ou seja, praticamente todos os bandidos mais perigosos concentrados num só lugar. Nada mais propício para um golpe fatal no tráfico.



Mas infelizmente o cerco não foi muito eficiente, e vári…